•    Bem Vindo a DIXI - Relógio Ponto

    •   
    • 0800 761 6124

    •   
    • atendimento@dixiponto.com.br

Relógio de Ponto: quanto custa?

Publicado em 17 de junho de 2022


Você sabia que realizar um bom controle de jornada ajuda a manter a gestão do RH mais otimizada em uma empresa? Existem várias opções de relógio de ponto disponíveis no mercado.

A Portaria 671, publicada em novembro de 2021, alterou a classificação dos marcadores eletrônicos em três divisões: REP-C (Registrador Eletrônico de Ponto Convencional), o REP-A (Registrador Eletrônico de Ponto Alternativo) e o REP-P (Registrador Eletrônico de Ponto via Programa).

As novas classificações podem suscitar algumas dúvidas na cabeça dos líderes de empresas, porém, é muito importante que os gestores adotem a marcação das jornadas, como dissemos em outro post aqui no blog. 

No artigo de hoje, iremos contar um pouco mais sobre o relógio de ponto, quanto ele custa e se ainda vale a pena utilizá-lo.

Leia também: https://www.dixiponto.com.br/noticias/relogio-de-ponto-biometrico-e-ultrapassado/ 

Registrador Eletrônico de Ponto Convencional (REP-C)

Primeiramente, vale ressaltar que empresas que tenham mais de 20 colaboradores são obrigadas a fazer o controle de jornada de trabalho, de acordo com a Lei Nº 13.874. 

Como citado anteriormente, a Portaria 671 alterou a maneira como os relógios de ponto são chamados. Os marcadores cartográficos e biométricos geralmente mais utilizados nas organizações, agora fazem parte do REP-C. 

Muitas pessoas podem achar que instalar um relógio de ponto é barato, até mesmo pelas muitas opções disponíveis no mercado. Porém, nem sempre é assim. Os valores variam bastante.

Os mais básicos, que são os modelos cartográficos, custam entre R$ 300 a R$ 800. Esses registradores não tem leitura do crachá. A sua marcação é feita apenas no cartão de cartolina. 

Já os marcadores mais avançados contém várias funcionalidades, como biometria, touchscreen, leitura da face e wi-fi, que permitem a integração com um software armazenado na nuvem. Extremamente seguros, eles possuem um sistema que não permite violação. O custo destes marcadores fica entre R$ 1000 e R$ 2500.

Gastos extras

Porém, não são apenas os custos de compra do relógio de ponto que devem ser levados em consideração na hora de optar pela sua compra. Outros assuntos técnicos também precisam ser colocados na balança.

Cuidados periódicos

Assim como qualquer aparelho eletrônico, os relógios biométricos precisam ser checados regularmente, para garantir o seu bom funcionamento. Também é necessário gastar com bobinas térmicas, para a impressão dos registros. No caso dos relógios cartográficos, você também precisará investir em cartões de cartolina e fita de impressão.

Em caso de companhias maiores do que 20 funcionários, poderá ser necessário adquirir mais de um equipamento, para evitar contratempos na hora da marcação do ponto.

Burocracia

O relógio de ponto cartográfico possui uma particularidade em especial. Por ser todo manual, ele demanda mais tempo para que o setor de RH realize as marcações das jornadas de trabalho, pois é necessário lançar cartão por cartão manualmente. Isso poderá acarretar em atrasos na hora do fechamento da folha de pagamento, e também dificultar a contabilidade de horas extras trabalhadas. 

Segurança

Por fim, outra questão importante referente ao relógio de ponto é devido à sua segurança. Por mais confiável que seja, se por acaso ele não estiver conectado à nuvem, as informações podem ser perdidas em caso de algum problema no aparelho. Isso poderá trazer uma tremenda dor de cabeça, que poderá até mesmo acarretar em processos judiciais ou trabalhistas. 

Leia também: https://www.dixiponto.com.br/noticias/tudo-o-que-voce-precisa-saber-sobre-um-bom-controle-de-ponto/ 

Conclusão

Sabendo que, as questões acima devem ser levadas em consideração, muitas pessoas podem se perguntar se vale a pena adquirir um relógio de ponto.

Este tipo de marcador é bastante tradicional, e ideal para empresas de pequeno, médio ou grande porte, devido à sua fácil utilização. Porém, é preciso ter em mente que talvez seja necessário ter alguns custos adicionais. 

Uma alternativa para as companhias que não podem abrir mão do relógio de ponto, e que desejam manter seguras as informações das jornadas de trabalho, é investir em sistema de controle online.

Homologado pelas leis trabalhistas, os REP-A são uma solução prática, rápida, moderna e acessível para qualquer empresa, tenha ela 1 ou 200 funcionários.

O DIXI Ponto integra os dados do ponto a um software, de forma extremamente segura. Ele permite a emissão de relatórios em tempo real, e é 100% compatível com seus negócios!

Ficou interessado em saber mais? Entre em contato com nossa loja e solicite um orçamento gratuito!